Mexam-se!

A doença renal crónica em fase terminal resulta de lesões irreversíveis do rim, cujo tratamento de hemodiálise é necessário para manter o organismo livre de toxinas. Todavia, provoca alterações funcionais e físicas no indivíduo, nomeadamente, fraqueza muscular, que é provocada pela anemia, pouca mobilidade, maior gasto energético e aumento do catabolismo proteico; alterações cardiovasculares, principalmente pela maior incidência de diabetes mellittus tipo 2 (DM2), hipertensão arterial e dislipidemia; e, por último, obstipação causada, entre outras razões, pela diminuição do consumo de fibra e água. Todas estas alterações tornam-se mais visíveis quando aliadas ao sedentarismo.

Assim a atividade física assume um papel relevante no combate aos efeitos secundários da hemodiálise, pois permite:

  • Manter a massa muscular;
  • Aumentar o transporte de oxigénio às células, diminuindo a fadiga;
  • Ajudar a travar a anemia por aumento da produção de eritrócitos;
  • Diminuir o risco de doença cardiovascular, dado o maior controlo da pressão arterial, glicemias e perfil de gorduras no sangue;
  • Ajudar na regularização do trânsito intestinal. ( retirado do Portal da Diálise)

Alguns exercícios de alongamento que podem fazer em casa. Podem clicar numa imagem para as ampliar.

Publicado por

JÁ ESTOU NOS 60, SOU DO REINO DOS ALGARVES, HIPER SENSÍVEL ÀS AFRONTAS URBANÍSTICAS E SOCIAIS  E FAÇO HEMODIALISE 3 X SEMANA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s