Na Internet – 1

Óleo de coco
Óleo de coco

Nem tudo o que vem à rede (na rede) é peixe

ÓLEO DE COCO

Pesquisa Google :

Óleo de coco – 8 100 000 resultados, 1 mês depois – 10 400 000

Logo na 1ª página de pesquisa:

Ele virou o queridinho da gastronomia e dos rituais de beleza por trazer inúmeros benefícios para a saúde. (…) Muito se fala por aí dos benefícios do óleo de coco para corpo, pele e cabelos. Mas as propriedades desse elixir da beleza vão muito além disso. (…)

( só os Títulos ) Fortalece a imunidade / Controla o colesterol / Acelera o metabolismo / Tem efeitos anti-inflamatórios e antibactericidas / Combate o envelhecimento / Hidrata a pele e os cabelos / Ajuda na cicatrização da pele / É um antisséptico bucal / Combate a candidíase / Melhora as funções cerebrais (…) “

de Veja 10 benefícios do óleo de coco para a saúde e a beleza – Eu Total

Aqui, é um Doutor, com termos médicos :

REGULA A FUNÇÃO INTESTINAL (…) DIABÉTICOS (…) FADIGA CRÔNICA E FIBRIOMIALGIA

Os Benefícios do Óleo de Coco para sua saúde – Dr. Victor Sorrentino (drvictorsorrentino.com.br)

E estes dois outros :

Conheça os benefícios do óleo de coco para a região íntima (…) segundo genecologista (…)”

Óleo de Coco Emagrece! Veja Benefícios e Onde Comprar!

Agora o contraditório, em Será que o óleo de coco é ″puro veneno″? Não, mas o azeite é melhor (dn.pt) :

“Visto por muitos como a cura para todos os males, chegou a ser apresentado como um superalimento. “Não há nada no óleo de coco que faça dele um superalimento, mas também não é um veneno”, diz Pedro Carvalho, professor da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, destacando que “não tem nenhum benefício do ponto de vista cardiovascular e aumenta os níveis totais de colesterol [do chamado ‘bom’ e do ‘mau’]”.

“Além de não ter benefícios do ponto de vista nutricional, “é uma gordura como todas as outras, com um aporte calórico muito grande”. Ao contrário do que algumas pessoas defendem, “não emagrece”. “Há pessoas a consumir óleo de coco porque acham que vão emagrecer, mas isso não acontece”, sublinha o nutricionista.”

“Atualmente, lamenta Nuno Borges, o óleo de coco “é usado para substituir o azeite, que é muitíssimo melhor” e mais barato. Da lista de gorduras mais interessantes, o nutricionista destaca, ainda, o óleo de milho, girassol ou amendoim.”

Na conferência “Óleo de coco e outros erros nutricionais”, na Universidade de Friburgo (Alemanha), Karin Michels disse que esta substância é “uma das piores coisas que se pode comer”, já que o seu alto teor de gorduras saturadas (mais de 80%) eleva os níveis de colesterol, aumentando o risco de doenças cardiovasculares. Uma intervenção partilhada no YouTube e vista mais de um milhão de vezes.

Vamos ao tira teimas, fonte INSA_pt

Por 100 g ( porção unitária recomendada 10 g )AzeiteÓleo de CocoDose Recomendada
Calorias [Kcal] 899 900 90
Lípidos Totais (Gordura) [g] 99,9 100 10
Ácidos Gordos Saturados [g] 14,4 86,5 1,4
Ácidos Gordos Monoinsaturados [g] 78.6 5,8 7.9
Ácidos Gordos Polinsaturados [g] 6.9 1,8 0.7
Ácido Linoleico [g] 6,2 1,5 0,6
Ácidos Gordos Trans [g] 0 0 0
A-Tocoferol [mg] 14 0.3 1

De acordo com as páginas Diabetes365 e a Direção-Geral da Saúde (DGS) :

Exemplos de Gorduras Saturadas – Manteiga, Banha e Óleo de Coco.

Exemplos de Gorduras Insaturadas ( Monoinsaturadas, polinsaturadas e trans ) :

  • Monoinsaturadas – Abacate, Azeite, Amêndoas, Cajus, Amendoins, Avelãs, Pistácio.
  • Polinsaturadas – Os Ómegas-3 e 6, regulam a resposta inflamatória do organismo, estimulam o bom funcionamento cerebral e têm um papel essencial nos processos de crescimento, desenvolvimento e reparação.

Pode encontrar ómega-3, por exemplo, nos seguintes alimentos :

  • Peixes, óleos de peixes, mariscos e algas como, por exemplo, salmão, atum, cavala, arenque, dourada, sável, chicharro, congro, sardinha, enguia, óleo de fígado de bacalhau, caranguejo e camarão;
  • Óleos vegetais: óleo de canola, linho, linhaça, nozes;
  • Alguns hortícolas de cor escura: espinafres, beldroegas, alho francês, couves de folha verde escuro, cogumelos e brócolos;
  • Nozes e sementes de linhaça e chia;
  • Ovos enriquecidos com ómega-3.

Exemplos de alguns alimentos ricos em ómega-6 são:

  • Tofu;
  • Nozes;
  • Sementes: girassol, abóbora e sésamo;
  • Óleos vegetais como, por exemplo, óleo de milho, sésamo e girassol;
  • Margarina líquida.

Os ómega-3 e 6, tal como as gordurinhas monoinsaturadas podem ajudar a reduzir o colesterol LDL e a elevar os níveis de bom colesterol», tendo um efeito protetor cardiovascular.

Saber mais sobre o Colesterol, LDL, HDL, Triglicéridose, Arteriosclerose em MD.Saúde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s