200 crianças mortas. Ouvindo Pink Floyd

Gueto de Varsóvia, 2ª Guerra Mundial
Gueto de Varsóvia, 2ª Guerra Mundial

200 crianças

200 crianças, disseram eles. Nem que fosse uma só criança.
É como espezinhar um ninho no caminho e não olhar para trás.
Como as vendetas que até o cão e o gato matam.
A exterminação impiedosa, a carnificina sem critério, sem humanidade alguma.
"A morte saiu à rua"
"A las cinco de la tarde."
Mataram, queimaram, destruíram, mas não mataram a semente de ódio, de liberdade, de pertença a uma terra, a um país.
As sementes não morrem.
Hão-de brotar novamente.
Por mais manietados, iludidos, enganados, por mais medo e terror, os homens e as mulheres, hão-de sempre clamar e exigir os seus direitos e liberdades. 
É só uma questão de tempo.
E os tiranos, loucos e manipuladores, também se hão-de extinguir.
É só uma questão de tempo.

Pink Floyd com o cantor ucraniano Andriy Khlyvnyuk

Em homenagem à Ucrânia “Hey, Hey, Rise Up”, Hino Ucraniano da 1ª Guerra Mundial

Hey, Hey, Rise Up (Inglês)

Oh, in the meadow a red viburnum has bent down low
For some reason, our glorious Ukraine is in sorrow
And we'll take that red viburnum and we will raise it up
And we shall cheer for our glorious Ukraine, hey, hey
And we shall cheer for our glorious Ukraine, hey, hey

(Hey, hey)

Oh, in the meadow a red viburnum has bent down low
For some reason, our glorious Ukraine is in sorrow
And we'll take that red viburnum and we will raise it up
And we shall cheer for our glorious Ukraine, hey, hey
And we shall cheer for our glorious Ukraine, hey, hey

Um pensamento sobre “200 crianças mortas. Ouvindo Pink Floyd

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s