Menina no ballet

A dança

Não há nada melhor que dançar! Danço e me desentristeço, levito. Eu tinha que pôr o Erik Satie a dançar. É minimalista, mas eu adoro esta música “Gymnopedie No 1”. Assim como a dança. E identifico-me com a menina do poema. Sempre achei que o meu futuro, estava na dança ou no circo… é pena. A bailarina, de Cecília Meireles (poemas para crianças) Esta menina … Continue a ler A dança

Gaivota a voar

Volare

Descobri, quando procurava musicas de uso livre, esta bonita melodia, de Dee Yan-Key, e que me sugeriu, o voo das aves, esse dote fascinante e complexo. Aliás, é daí que vem a origem da palavra inveja… e da inveja, por vezes, sobrevêm o ódio, será por isso que os matam, os alvejam ? Mesmo sabendo que são espécimes em perigo? Música: Adagio primaverile por Dee … Continue a ler Volare

Pipi das meias altas e casa

Os Amigos A Escola e a Pide

Estava proibida de conviver com ela. Parecia um rapaz, vestia-se como um rapaz, guiava um carro, sendo menor. E tinha chofer e tudo! Parecia mal, andar com ela, o que haveriam de dizer, um ser assim tão discordante, bizarro. Era um casarão, com um grande quintal, que se misturavam, como um só; as galinhas, os cães, gatos e outros bichos, circulavam livremente por todo o … Continue a ler Os Amigos A Escola e a Pide

Mulligan performing with Astor Piazolla at Midem, in Cannes, France 1976.

El Tango

Carlos Gardel O Tango é o reflexo da sociedade Argentina, na época das grandes emigrações, por motivos económicos ou políticos, nos sec XIX e XX, inicialmente europeus, italianos, espanhóis, portugueses, alemães, franceses, e depois também do continente americano. Foi na sua origem, uma dança muito sensual, não cantada, em prostíbulos. Era dançada por homens, pensa-se que devido, aos emigrantes terem vindo na sua maior parte, … Continue a ler El Tango

Moçambique III – Muhípiti

Nas férias fui servir de tradutora a uma jornalista austríaca, amiga da Cristina, que pretendia fazer uma reportagem sobre Moçambique. Apanhámos o voo para Nampula. Visitámos a Catedral de Nossa Senhora da Fatima, com pinturas de Sousa Araújo, e o Mercado onde se vendia pedras preciosas, olaria, esculturas, cestaria, uma grande variedade de peixe, hortícolas, mas com deficiente higiene. Comparando com o de Maputo, que … Continue a ler Moçambique III – Muhípiti

Anos 70

Anos 70 e Luís Vaz de Camões

Principais acontecimentos e escolhas pessoais: Política Nacional e Internacional Desvalorização do dólar – Crise do petróleo (a OPEP triplica o preço), Recessão – Crash da Bolsa Americana em 1973 – Watergate (Nixon) – Ditadura militar no Brasil – Aumento do terrorismo em alguns países Europeus – Japão e América Latina – Fim da Guerra do Vietname (1975) – Início da Guerra Soviético-Afegã (1979) – Guerra Civil no … Continue a ler Anos 70 e Luís Vaz de Camões

Imagem para o poema de Al Berto

Poesia de Al berto

Poema de Al Berto, dito pelo próprio. CD “Os poetas” . “Há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida” (Al Berto), disco “entre nós e as palavras” (1997) Música de Francisco Ribeiro “Há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida” há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida pensava eu…como seriam felizes as mulheres à beira-mar debruçadas para a luz caiada remendando o pano das … Continue a ler Poesia de Al berto

"Os emigrantes" do toscano Angiolo Tommasi (Livorno, 1858 - Torre del Lago, 1923)

Uma Pintura – Um Artigo – Emigração

Não há nós e os emigrantes. Há pessoas. Carlos Daniel barros, num artigo do Público A Pintura “Os emigrantes”, de Angiolo Tommasi, retrata a emigração italiana em massa no século XIX, (muitos foram para o Brasil), devido à crise económica Europeia, agravada pelas dificuldades após a Unificação de Itália. Ver A Grande Emigração Italiana do Século XIX em Pinturas. Continue a ler Uma Pintura – Um Artigo – Emigração

Beatriz, minha vizinha

Foto 1 – BEATRIZ

A sua casa era parecida com a casa de Irene, quase nada tinha. A miséria material, não a humana. Apesar da pobreza e das doenças, ela respirava sageza, humor e alegria. À sua porta sorriam hortênsias, lá dentro brilhavam as loiças e as molduras, de um passado duro, mas cheio de boas histórias para contar. A janela que te emoldura, Beatriz, estará para sempre pendurada … Continue a ler Foto 1 – BEATRIZ

Giulietta Masina, em "La Strata" de Fellini

Os Filmes da Minha Vida _ 1

O bom cinema de ficção é uma mentira consentida, real e irreal, sedutora e desafiadora. Voar nas asas da sua, nossa imaginação, do desejo ou … do medo. Um festival de sensações e reflexão. De Conhecimento. A ordem não tem qualquer critério, são todos obras primas do Cinema Mundial, e que me impressionaram e “expressionaram” bastante, considerando a idade que tinha, pois praticamente todos, foram … Continue a ler Os Filmes da Minha Vida _ 1