José Mário Branco

José Mário Branco

Em Junho, celebra-se o solstício de Verão, as festas da fertilidade, dos Santos, António, João e Pedro, com as marchas e as folias, as fogueiras e as sardinhas. Aqui vai uma canção em tom de marcha popular, (o mesmo titulo do meu blogue), nomeando algumas freguesias e zonas de Lisboa (a negrito), no tom provocador […]

Ler Mais

Luís Carlos Patraquim

7 Poemas de Luís Carlos Patraquim, poeta Moçambicano, para quem a “poesia é um estado contraditório de maravilhamento e de angústia”, um dos maiores da Língua Portuguesa. Patraquim tem uma arte poética bem calibrada, capaz de escrever poemas curtos muito expressivos e quase expressionistas, verbalmente densos e imprevisíveis, com uma aposta imagística eficaz. São poemas […]

Ler Mais

Bertolt Brecht, Kurt Weill, Lotte Lenya

Bertolt Brecht

Nos anos 70, 80, anos loucos, em que quis devorar tudo, como uma faminta numa caverna há séculos, sobretudo, livros, politica, cinema, ciência e teatro. Ah o Teatro! Não perdia a Comuna, o Teatro Aberto, a Cornucópia, o Bando, a Barraca e outros. Foi no Teatro Aberto e na Cornucópia, que conheci a obra de […]

Ler Mais