Gueto de Varsóvia, 2ª Guerra Mundial

200 crianças mortas. Ouvindo Pink Floyd

200 crianças 200 crianças, disseram eles. Nem que fosse uma só criança. É como espezinhar um ninho no caminho e não olhar para trás. Como as vendetas que até o cão e o gato matam. A exterminação impiedosa, a carnificina sem critério, sem humanidade alguma. “A morte saiu à rua” “A las cinco de la tarde.” Mataram, queimaram, destruíram, mas não mataram a semente de … Continue a ler 200 crianças mortas. Ouvindo Pink Floyd

menina com bolas de sabão

Infância

Não vou escrever sobre as crianças neste tempo de confinamento forçado que agora vivemos. Vou escrever sobre as crianças do confinamento desejado, por elas, que começou paulatinamente no fim do sec. passado até aos dias de hoje.É domingo, no inicio deste século, vou à varanda, à minha frente tenho um grande descampado com arvores e vários carreiros desenhados na terra, vejo pessoas com cães, só… … Continue a ler Infância