menina com bolas de sabão

Infância

Não vou escrever sobre as crianças neste tempo de confinamento forçado que agora vivemos. Vou escrever sobre as crianças do confinamento desejado, por elas, que começou paulatinamente no fim do sec. passado até aos dias de hoje.É domingo, no inicio deste século, vou à varanda, à minha frente tenho um grande descampado com arvores e vários carreiros desenhados na terra, vejo pessoas com cães, só… … Continue a ler Infância

Esboço de Eugénio de Andrade

um poema

Eugénio de Andrade , Os lugares de Lume Há dias Há dias em que julgamosque todo o lixo do mundonos cai em cimadepoisao chegarmos à varanda avistamosas crianças correndo no molheenquanto cantamnão lhes sei o nomeuma ou outra parece-me comigoquero eu dizer :com o que fuiquando cheguei a ser luminosapresença da graçaou da alegriaum sorriso abre-se entãonum verão antigoe duradura ainda. Continue a ler um poema