Os Amigos A Escola e a Pide

Pipi das meias altas e casa

Estava proibida de conviver com ela. Parecia um rapaz, vestia-se como um rapaz, guiava um carro, sendo menor. E tinha chofer e tudo! Parecia mal, andar com ela, o que haveriam de dizer, um ser assim tão discordante, bizarro. Era um casarão, com um grande quintal, que se misturavam, como um só; as galinhas, os […]

Ler Mais

Feira do livro de Lisboa

Feira do Livro, Lisboa, 2021

Fui à Feira do Livro! E estava cheia de gente! O livro está vivo! Ainda se vai aos livros ainda há editoras aos montes novos velhos usados para todos os gostos e horizontes (rima…) E farturas, barquilhos, como manda a tradição!

Ler Mais

Anos 70 e Luís Vaz de Camões

Anos 70

Principais acontecimentos e escolhas pessoais: Política Nacional e Internacional Desvalorização do dólar – Crise do petróleo (a OPEP triplica o preço), Recessão – Crash da Bolsa Americana em 1973 – Watergate (Nixon) – Ditadura militar no Brasil – Aumento do terrorismo em alguns países Europeus – Japão e América Latina – Fim da Guerra do Vietname […]

Ler Mais

Poesia de Al berto

Imagem para o poema de Al Berto

Poema de Al Berto, dito pelo próprio. CD “Os poetas” . “Há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida” (Al Berto), disco “entre nós e as palavras” (1997) Música de Francisco Ribeiro “Há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida” há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida pensava eu…como seriam felizes as mulheres à […]

Ler Mais

TV Anos 60 e 70 – 1

Glen Gould

Glen Gould, Leonard Bernstein e Bach, uma trilogia perfeita, em 1960 na CBS Television. Provavelmente foi emitido na RTP, em plena ditadura e censura, onde desfilavam os melhores programas de Jazz, Opera, Grandes Orquestras, Teatro, Literatura, Cinema de alta qualidade, e outros relevantes. Lembro-me perfeitamente da série de programas didáticos de Leonard Bernstein, como uma […]

Ler Mais

A minha Estante de Livros -1

Livro A Guerra e os Homens, Coletânea

Não é por vaidade ou pretensão. Até porque a memória deles já é muito escassa, mas alguma coisa deve ter ficado, espero, ainda que pouco visível… É preciso evocá-los e abri-los de vez em quando. Li muito, até começar a fazer hemodiálise, depois deixo quase tudo a meio, ou nem isso. Amo os livros, os […]

Ler Mais

Fausto

Fausto Bordalo Dias

Lembra-me um sonho lindo, de Fausto Bordalo Dias
Lembra-me um sonho lindo Quase acabado Lembra-me um céu aberto Outro fechado Estala-me a veia em sangue Estrangulada Estoira num peito um grito À desfilada […]

Ler Mais

Artur Bordalo

Raposa, Bordalo II

Artur Bordalo, mais conhecido por Bordalo II, neto de Real Bordalo, Mestre Pintor que retratou as paisagens de Lisboa do século passado, em aguarela e óleo, nasceu em Lisboa em 1987, é um escultor e pintor de arte urbana. O seu material artístico é constituído por resíduos do lixo, com pintura, expressando desse modo um […]

Ler Mais

Mano a Mano

Salvador Sobral e Júlio Resende

Canção “Mano a Mano”, cantada por Salvador Sobral e António Zambujo. Letra de Maria do Rosário Pedreira e música de Júlio Resende. Júlio Resende no piano, André Rosinha no contrabaixo e Bruno Pedroso na bateria Mano a Mano Vim chorar a minha pena No teu ombro e afinal A mesma dor te condena Choras tu […]

Ler Mais

José Mário Branco

José Mário Branco

Em Junho, celebra-se o solstício de Verão, as festas da fertilidade, dos Santos, António, João e Pedro, com as marchas e as folias, as fogueiras e as sardinhas. Aqui vai uma canção em tom de marcha popular, (o mesmo titulo do meu blogue), nomeando algumas freguesias e zonas de Lisboa (a negrito), no tom provocador […]

Ler Mais

Uma Foto Um Poema

Oliveira centenária de Alqueva, morta, com Videira Trombeta (Campsis radicans)

Manoel de Barros do “O Livro das Ignorâncias“ IX Para entrar em estado de árvore é preciso partir de um torpor animal de lagarto às 3 horas da tarde, no mês de agosto. Em 2 anos a inércia e o mato vão crescer em nossa boca. Sofreremos alguma decomposição lírica até o mato sair na […]

Ler Mais

Ilustração Fotos Jornais Anos 20, Portugal

Publicidade anos 20, Portugal

Os Loucos Anos 20 A liberdade e explosão criativa do pós-guerra (1ª guerra mundial 1914-1918) Jazz, Surrealismo, Dadaísmo, o Cinema, Chaplin, Art Déco, cabarés, charleston, Amália Rodrigues, Almada Negreiros, o automóvel, Reinaldo Ferreira – Repórter X, Raul Brandão, Vitorino Nemésio, Ferreira de Castro, António Ferro, José Régio, Salazar (1928), Gago Coutinho e Sacadura Cabral (1922), […]

Ler Mais